Tudo que você precisa saber sobre programas para arquitetos

Tudo que você precisa saber sobre programas para arquitetos

Programa_Arquitetos.jpg

Muitos profissionais já passaram pelo constrangimento de criar um projeto incrível mas, no momento de apresentá-lo, o cliente não compreender bem o que está sendo proposto. Se foi o seu caso, saiba que a utilização de programas para arquitetos pode contribuir com o seu dia a dia profissional.

Existem hoje inúmeros softwares disponíveis no mercado, com variadas funcionalidades que facilitam o processo de desenvolvimento de plantas, modelos 3D, design de interiores e outros serviços que você possa oferecer. Até porque, para realizar todas essas criações, é provável que uma só tecnologia não proporcione tudo o que precisa.

Não é necessário conhecer todos esses programas, mas entender a finalidade dos principais lhe permitirá escolher os que melhor atendem a sua demanda. Para isso, então, listamos aqui alguns softwares imprescindíveis para você elaborar apresentações extraordinárias e enriquecer o seu portfólio! Confira:

AutoCAD

Fornecido pela AutoDesk, o AutoCAD foi inicialmente desenvolvido para criar projetos na área de engenharia. Depois, por conta da sua facilidade de representar planejamentos arquitetônicos aos clientes, foi incorporado no cotidiano dos profissionais de arquitetura.

Esse costuma ser o primeiro programa usado pelos iniciantes e, mesmo que existam diversas plataformas similares, até com muito mais recursos, ainda é o mais utilizado na maior parte dos escritórios voltados à construção civil.

Conforme as tecnologias avançaram, o AutoCAD tem ganhado cada vez mais ferramentas, as quais permitem modelagens 3D com alta qualidade. Além disso, tais modificações ainda garantiram plataformas mais extensas e com propriedades específicas, como o AutoCAD Electrical, Civil 3D e Architecture.

Revit Architecture

Considerado por alguns arquitetos o sucessor do AutoCAD, o Revit também é um software desenvolvido pela AutoDesk. Por ter uma característica inteligente, ele está ocupando cada vez mais espaço no ambiente da construção civil.

Diferença entre Revit e AutoCAD

A grande diferença entre o Revit e AutoCAD está na praticidade do 3D. Enquanto no AutoCAD a modelagem 3D é criada a partir de um projeto já desenvolvido em 2D pelo arquiteto, o Revit Architecture possibilita a geração de uma proposta tridimensional sem a necessidade de se basear em formas bidimensionais.

V-Ray

O V-Ray é um dos plugins inevitáveis para acabar com transtornos com clientes, como o que comentamos no início do texto. Basicamente, ele funciona para renderizar projetos: quando instalado em outro programa de modelagem 3D, confere às formas tridimensionais um aspecto mais realista.

O software surgiu em 2002, pela empresa Chaos Group, e até hoje é um dos renderizadores mais usados no mercado, por conta da sua qualidade e eficiência.

Seu principal objetivo é testar diversas possibilidades projetuais, permitindo soluções mais concretas. E essa etapa traz mais segurança aos clientes, que podem visualizar as instalações antes das obras.

Vantagens do V-Ray

A principal vantagem de renderizar um projeto é trazer a leveza de um ambiente realista a um projeto tridimensional. Em alguns programas para arquitetos, é impossível que objetos como espelhos, metais e vidros, por exemplo, tenham sua aparência mais próxima da realidade. Nesse caso, o uso do V-Ray se torna imprescindível.

Outro fator que costuma ser desafiador para muitos profissionais é a aplicação de efeitos de iluminação em seus designs. Mas, com o V-Ray, é possível ajustar o programa para que os pendentes da sala de jantar obtenham o efeito correspondente à ideia final, por exemplo, facilitando o entendimento da decoração e desenho de planta.

Além disso, por ser um plugin, ele trabalha em conjunto com algumas plataformas, como o SketchUp, 3DS Max, Revit Architecture e Rhinoceros. Essa preocupação com a perfeição frequentemente proporciona a fidelização do cliente.

SketchUp

Originalmente desenvolvido pela At Last Software em 2000, o programa foi comprado pela Google em 2006. Ele também é uma plataforma de modelagem tridimensional, no entanto, como seu manuseio é simples e intuitivo, atraiu muitos estudantes e profissionais iniciantes da arquitetura e design de interiores.

Atualmente, conta com duas versões:

  • SketchUp Pro: por meio da aquisição de uma licença de uso, o usuário obtém todas as funcionalidades oferecidas;

  • SketchUp Make: uma alternativa gratuita, a qual disponibiliza a maior parte dos comandos da versão Pro, exceto importação e exportação de arquivos e seções inteligentes.

As últimas atualizações do SketchUp têm se aproximado à plataforma BIM (Building Information Modeling). Isso combina com a tendência tecnológica da arquitetura atual de integrar aos projetos informações pertinentes ao planejamento de toda a obra, como quantidade de materiais, orçamentos, cronograma de construção e gerenciamento — além, é claro, do design tridimensional mais fiel ao produto final.

Lumion 3D

Importando sua modelagem 3D ao programa, este possibilita a inserção de pessoas, animais, papéis de parede, iluminação, mobílias, carros, vegetação, entre outros elementos que garantem um design humanizado. Um dos seus diferenciais, inclusive, é a capacidade de criar passeios virtuais nos espaços externos e internos.

Além disso, a praticidade na renderização por meio do Lumion 3D é um atributo que chama bastante a atenção de muitos profissionais. Apesar de não entregar um realismo à altura do V-Ray em seus projetos, essa tecnologia atende a uma demanda do mercado que necessita de rapidez e facilidade na apresentação.

Adobe Photoshop

Provavelmente você já deve ter ouvido falar sobre o Photoshop. Criado em 1990, pela Adobe, é considerado mundialmente um dos melhores editores de imagens bidimensionais.

Ainda que seja um software muito usado por publicitários na edição de fotos, essa alternativa também otimiza o trabalho dos arquitetos. Sua aplicação é voltada para a pós-produção — etapa geralmente desvalorizada por alguns arquitetos, mas que pode fazer diferença no resultado.

Por exemplo: caso você tenha finalizado a renderização de um ambiente e perceba que um dos objetos teve a sua cor alterada, poderá corrigir o detalhe por meio do Photoshop, sem precisar renderizar tudo novamente.

3DS Max

Muitas vezes utilizado na criação de games, o 3DS Max é uma das melhores ferramentas para elaboração de modelagens e desenvolvimento de vídeos tridimensionais, tornando a apresentação do seu projeto mais dinâmica.

O programa foi desenvolvido pela AutoDesk em 1990, sendo até hoje comercializado pela empresa. Na época do seu lançamento, ele foi considerado o pioneiro no quesito de acessibilidade, pois era compatível com grande parte dos computadores.

O que costuma afastar os novos usuários é a dificuldade para se aprender a usar essa ferramenta. Entretanto, passado esse obstáculo, você terá em suas mãos ótimos recursos e flexibilidade na adição de plugins para incrementar o seu trabalho.

Enfim, esses são alguns dos principais programas para arquitetos usados atualmente no mercado. Como vimos, cada um deles oferece benefícios e ferramentas importantes — basta escolher os que melhor se adaptam à sua produção!

Então, gostou deste post? Aproveite agora para curtir a nossa página no Facebook e acompanhe nossas próximas atualizações!